Receba NotíciasHome
 

Informações Gerais e Práticas - Amazonas

Introdução

O Amazonas é o maior estado do Brasil, ocupando uma área pouco menor que toda a área da região nordeste brasileira.
Sofrendo influência de vários fatores como precipitação, vegetação e altitude, a água forma na região a maior rede hidrográfica do planeta. O rio Amazonas é o maior rio do planeta, tanto em volume d'água quanto em extensão. Tem sua nascente na cordilheira dos Andes, no sul do Peru, e deságua no Oceano Atlântico junto ao rio Tocantins no grande Delta do Amazonas, no norte brasileiro. O segundo rio mais importante do Estado é o Negro.  Sua nascente fica na Colômbia, e tem 1.551km de curso. Dos rios amazonenses é o que possui o maior aglomerado de ilhas no curso inferior, o arquipélago de Anavilhanas, verdadeiro labirinto onde se perdem pilotos experimentados.  A biodiversidade amazônica ainda reserva muitos segredos desconhecidos da humanidade. As florestas da região concentram 60% de todas as formas de vida do planeta, mas calcula-se que somente 30% de todas elas são conhecidas pela ciência. É no Estado do Amazonas que se encontram também os pontos mais elevados do Brasil: o Pico da Neblina, com 3.014m de altitude, e o 31 de Março, com 2.992m de altitude, ambos na fronteira. Enfim, o Amazonas merece várias visitas.

Onde fica

Na região Norte do país, tendo como limites a Venezuela e Roraima a norte, o Pará a leste, o Mato Grosso a sudeste, Rondônia a sul, o Acre a sudoeste, o Peru a oeste e a Colômbia a noroeste.

Manaus & Floresta Amazônica

Introdução

Manaus é o portão de entrada para a maior floresta tropical do planeta: a Floresta Amazônica. O acesso a Manaus é feito por via fluvial, terrestre ou aérea, porém, viagens fluviais ou rodoviárias exigem grande disponibilidade de tempo, devido à disposição geográfica da cidade, no coração da floresta amazônica. Manaus convive com um extraordinário estoque de recursos naturais, representado por 20% da reserva de água doce do mundo, um banco genético de inestimável valor e grandes jazidas de minérios, gás e petróleo. Privilegiada pela posição geográfica, a cidade destaca-se pelo desenvolvimento sócio-econômico e ambiental. O ecoturismo assume um papel de destaque, sinalizando novos caminhos para a auto sustentabilidade da região.

O Parque Nacional de Anavilhanas (PNA), localizado no Estado do Amazonas entre os municípios de Manaus (30%) e Novo Airão (70%), foi criado com o objetivo de preservar o arquipélago fluvial de Anavilhanas, um dos maiores do mundo, bem como suas diversas formações florestais, além de estimular a produção de conhecimento por meio da pesquisa científica e valorizar a conservação do bioma Amazônia com base em ações de educação ambiental e turismo sustentável.
A Unidade de Conservação (UC) apresenta formações florestais diversas, como floresta ombrófila densa, igapó, campinarana, caatinga-gapó e chavascal, além de ecossistemas fluviais e lacustres. A parte fluvial do Parque, com mais de 400 ilhas, aproximadamente 130 km de extensão e em média 20 km de largura, representa 60% da unidade, enquanto a porção de terra firme representa 40%, num total de 350.018 ha (3.500,18 km2).

Onde fica

Na região norte do Brasil, à margem esquerda do Rio Negro. É a capital do estado do Amazonas.

Como Chegar

Voando para Manaus, onde nosso transfer estará lhe aguardando.

Dados Gerais Manaus

População estimada: 2.057.711 (fonte IBGE 2015)
Altitude: 67m (a.n.m.)

Clima

O clima é equatorial úmido, com temperatura média/dia/anual de 26,7 ºC, com variações médias entre 23,3 ºC e 31,4 ºC. A umidade relativa do ar fica em torno de 80% e o Estado possui apenas duas estações bem definidas: chuvosa (inverno) e seca ou menos chuvosa (verão). A umidade relativa do ar média anual fica em torno de 80%. A região possui duas estações distintas: a Chuvosa (inverno), de dezembro a maio, período em que a temperatura mostra-se mais amena, com chuvas freqüentes; e a Seca (verão ou menos chuvosa), de junho a novembro, época de sol intenso e temperatura elevada, em torno de 38ºC, chegando a atingir quase 40ºC, no mês de setembro. Costumam ocorrer, durante todo o ano, fortes pancadas de chuva de pouca duração.

Melhor Época

Em qualquer época do ano pode-se visitar o Amazonas. Quando os rios estão cheios é possível percorrer, em barcos ou canoas, os igarapés que avançam nas matas de igapó e várzea e contemplar a paisagem alagada da região. Na época da seca, é mais fácil avistar animais, como capivaras e jacarés, que se concentram em um espaço mais reduzido de água. Nesses meses, aparecem também praias fluviais, que transformam a paisagem das áreas alagadas em vastos corredores de areia branca.
Parque Nacional de Anavilhanas: Na seca (de setembro a fevereiro) é possível desfrutar das belas praias de areias brancas que emergem por todo o arquipélago. Na cheia (de março a agosto) o vislumbre fica por conta das trilhas aquáticas de igapó, isto é, passeios de barco por dentro das florestas alagadas.

As informações climáticas aqui apresentadas, são baseadas em informes científicos do clima predominante nesta região. Declaramos que não nos responsabilizamos por eventos climáticos desfavoráveis que venham a afetar as atividades de nossos programas.

Fuso Horário

01 hora a menos em relação ao horário oficial de Brasília. Não possui horário de verão.

Documentação de viagem

 

Vacinas: consulte se há ou não obrigatoriedade de quaisquer vacinas nesta viagem.

 

O que levar

 

Dicas bem intencionadas

 

Topo da página